Agrupamento de Escolas da Madalena | Conselho Geral
15574
page-template-default,page,page-id-15574,page-child,parent-pageid-15565,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-10.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.5.2,vc_responsive

Conselho Geral

Conselho Geral

O Conselho Geral, presidido pelo professor José Borges, é o órgão de direção estratégica responsável pela definição das linhas orientadoras da atividade do agrupamento.

O Conselho Geral é composto por 19 conselheiros, estando salvaguardada a participação de representantes do pessoal docente e não docente, dos pais e encarregados de educação, do município e da comunidade local.

Composição
  • Sete representantes do pessoal docente;
  • Dois representantes do pessoal não docente;
  • Quatro representantes dos pais e encarregados de educação, sempre que possível, atendendo à seguinte distribuição:
  • Dois representantes das associações de pais e encarregados de educação dos alunos da escola-sede;
  • Dois representantes das demais associações de pais e encarregados de educação.
  • Três representantes do município;
  • Três representantes da comunidade local.
Competências do Conselho Geral
  • Eleger o respetivo presidente, de entre os seus membros
  • Eleger o diretor, nos termos dos artigos 21.º a 23.º do Regulamento Interno
  • Aprovar o Projeto Educativo e acompanhar e avaliar a sua execução
  • Aprovar o Regulamento Interno do agrupamento
  • Aprovar os planos anuais e plurianuais de atividades
  • Apreciar os relatórios periódicos e aprovar o relatório final de execução do Plano Anual de Atividades
  • Aprovar as propostas de contratos de autonomia
  • Definir as linhas orientadoras para a elaboração do orçamento
  • Definir as linhas orientadoras do planeamento e execução, pelo diretor, das atividades no domínio da ação social escolar
  • Aprovar o relatório de contas de gerência
  • Apreciar os resultados do processo de autoavaliação
  • Pronunciar-se sobre os critérios de organização dos horários
  • Acompanhar a ação dos demais órgãos de administração e gestão
  • Promover o relacionamento com a comunidade educativa
  • Definir os critérios para a participação da escola em atividades pedagógicas, científicas, culturais e desportivas
  • Autorizar a constituição de assessorias técnico-pedagógicas, para as quais são designados docentes em exercício de funções no agrupamento (para apoio à atividade do diretor e mediante proposta deste)