Agrupamento de Escolas da Madalena | Provas de aferição | Provas finais de ciclo – Calendário
17719
post-template-default,single,single-post,postid-17719,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-10.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.5.2,vc_responsive

Provas de aferição | Provas finais de ciclo – Calendário

Provas de aferição | Provas finais de ciclo – Calendário

Conheça as datas das provas de aferição e das provas finais de ciclo para o ano letivo 2020-2021. Conheça, ainda, qual vai ser o modelo destas avaliações externas face à pandemia da Covid-19.

O calendário das avaliações externas para o ano letivo de 2020-2021 consta do Despacho 1689-A|2021. Inclui as datas de realização das provas, afixação de pautas e afixação dos resultados dos processos de reapreciação:

 

Mais informações:

    • Despacho 1689-A|2021 – consultar
    • Informação – Prova Geral – consultar
    • Roteiro para a recuperação e consolidação das aprendizagens ao longo do ano letivo de 2020-2021 – consultar      
    • Para que servem as avaliações externas?  
    • Qual vai ser a estrutura da prova?

Para que servem as avaliações externas?

As provas de aferição têm como objetivo a devolução de informação devidamente tratada às escolas, professores, alunos e encarregados de educação, sobre as aprendizagens efetuadas pelos alunos, que permitirá uma atempada intervenção pedagógica dirigida às dificuldades identificadas em cada aluno.

Para além dos propósitos enunciados, no ano letivo de 2020-2021 as provas de aferição terão, igualmente, como objetivo “o levantamento de eventuais dificuldades específicas que possam ter resultado do modo e das condições em que tivemos que lidar com os efeitos da pandemia”, de acordo com um roteiro com orientações para a recuperação e consolidação das aprendizagens ao longo do ano letivo de 2020-2021 divulgado pelo Ministério da Educação.

As provas de aferição não têm qualquer influência na classificação final.

Já as provas finais de ciclo, realizadas às disciplinas de Português e de Matemática, visam avaliar o desempenho dos alunos no final do ensino básico e certificar a conclusão deste nível de ensino. Contribuem com um peso de 30% para a classificação final.

Ao nível da devolução dos resultados, “para além da habitual classificação quantitativa individual, é ainda devolvida às escolas informação global referente ao desempenho dos seus alunos nas competências e literacias em avaliação”, a qual, à semelhança das provas de aferição, fundamentará as estratégias a adotar tendo em vista a promoção da Inclusão e Sucesso Educativo.

Qual vai ser a estrutura das provas e dos exames?

Devido à pandemia da Covid-19, no último ano letivo as escolas encerraram por mais de dois meses e, nesse período, as aprendizagens decorreram em regime não presencial. Face a esta circunstância atípica, o Governo suspendeu as provas de aferição e as provas finais de ciclo, mantendo apenas os exames finais nacionais, mas em moldes diferentes dos habituais.

Neste ano letivo, como serão as avaliações externas?

Provas de aferição

No que diz respeito às provas de aferição, estas não terão “alterações estruturais significativas”.

Provas finais de ciclo

Nas provas finais de ciclo não haverá mudanças – “Serão avaliados, como é usual, as competências e os conhecimentos estruturantes desenvolvidos e consolidados ao longo do percurso escolar dos alunos”.

Sem Comentários

Desculpe, este formulário de comentário foi fechado